Contenido principal del artículo

Antonia Solange Pinheiro Xerez
Universidade Estadual do Ceará (UECE)
Brasil
Biografía
Luís Távora Furtado Ribeiro
Universidade Federal do Ceará (UFC)
Brasil
Biografía
Racquel Valério Martins
Instituto de Iberoamérica da Universidad de Salamanca, USAL (UPT)
España
Biografía
Karla Angélica Silva do Nascimento
Centro Universitário Christus (UNICHRISTUS)
Brasil
Biografía
Vol. 26 (2020): Escuelas diferentes, Estudios, Páginas 187-198
DOI: https://doi.org/10.14201/aula202026187198

Resumen

O presente estudo tem como objetivo refletir acerca dos limites e possibilidades de acesso do estudante do ensino médio da rede pública brasileira à universidade. Para tanto, por meio das metodologias interativa, dialógica e reflexiva aplicadas no desenvolvimento de um projeto de extensão desenvolvido na Universidade Estadual do Ceará (uece), foi possível identificar, na fala dos duzentos participantes, compreendendo estudantes e professores do ensino médio, elementos importantes para compreender o ingresso de jovens do Ensino Médio durante todo o processo da referida pesquisa. Assim, tomamos como referencial teórico-metodológico, teorias críticas que buscaram despertar nos jovens, atitudes de formação política, autonomia e emancipação. Constatamos que ainda há um distanciamento entre a universidade e a escola e que as políticas estudantis de acesso e permanência do estudante egresso do ensino médio para ingressar e permanecer na universidade não são amplamente conhecidas pelos estudantes da escola pública de ensino médio do Ceará/Brasil, lócus desta pesquisa.

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.

Detalles del artículo

Citas

Akkari, Abdeljalil (2011). Internacionalização das políticas educacionais: transformações e desafios. Petrópolis: Vozes.

Alves-Mazzotti, Alda Judith (1998). O método nas ciências sociais (pp. 109-187). São Paulo: Pioneira Thomson Learning.

Arruda, Eucidio Pimente e Arruda, Durcelina Ereni Pimenta (2015). Educação à distância no Brasil: políticas públicas e democratização do acesso ao ensino superior. Educação em Revista, 31(3), 321-338. https://doi.org/10.1590/0102-4698117010

Bastos, Carmen Celia Barradas Correia e Bridi, Jamile Cristina Ajub (2010). A Educação geral na história curricular da universidade brasileira. In Elisabete Monteiro de Aguiar Pereira (org.) Universidade e Currículo: perspectivas de educação geral. Campinas, sp: Mercado de Letras.

Brasil. Conselho Nacional de Educação. Câmara de Educação Básica (2012). Resolução n.º 6, de 20 de setembro de 2012. Define Diretrizes Curriculares Nacionais para Educação Profissional Técnica de Nível Médio. Brasília.

Calderón, Adolfo Ignacio; Gomes, Cleber Fernando e Borges, Regilson Maciel (2016). Responsabilidade social da educação superior: mapeamento e tendências temáticas da produção científica brasileira (1990-2011). Revista Brasileira de Educação, 21(66), 653-679. https://doi.org/10.1590/S1413-24782016216634

Carvalho, Celso do Prado Ferraz de (2010). Conhecimento e profissionalização no ensino médio: a lógica da naturalização e da adaptação social. EccoS Revista Científica, 12(2), 289-306. São Paulo, jul./dez. Disponível em https://www.redalyc.org/pdf/715/71518580003.pdf. Acesso em maio de 2020. https://doi.org/10.5585/eccos.n2.2499

Carvalho, Maria João (2014). Os poderes e a escola. Santo Tirso - Portugal.

Freire, Paulo (1996). Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à pratica educativa. São Paulo: Paz e Terra.

Freitas, Luiz Carlos (2012). Agenda dos reformadores empresariais pode destruir a educação pública no Brasil. Revista Adusp, São Paulo, (53), 6-15. Disponível em http://www.adusp.org.br/files/revistas/53/mat01.pdf. Acesso em maio de 2020.

Goergen, Pedro (2010). Formação superior: entre o mercado e a cidadania: In Elisabete Monteiro de Aguiar Pereira (org.) Universidade e Currículo: perspectivas de educação geral. Campinas, sp: Mercado de Letras.

Guba, E. G. e Lincoln, Y. S. (1994). Competing paradigms in qualitative research. Handbook of qualitative research, 2(163-194), 105.

Minayo, Maria Cecília de Souza (1994). Pesquisa Social: Teoria, Método e Criatividade. 6.ª Edição. Petrópolis: editora Vozes.

Rabelo, Jackline; Jimenez, Susana e Mendes Segundo, Maria das Dores (orgs.) (2017). O movimento de educação para todos e a crítica marxista. Fortaleza: Imprensa Universitária.

Santos, Jean Mac Cole Tavares; Silva, Maria Kélia da e Melo, Silvano Ferreira (2017). A democratização do acesso ao ensino superior: considerações sobre a adesão da uern ao exame nacional do ensino médio. Educação & Formação, 2(6 set/dez), 165-185. https://doi.org/10.25053/edufor.v2i6.2580

Silva, Maiara Lopes da; Maia Filho, Osterne Nonato e Rabelo, Josefa Jackline (2019). As condições de trabalho do professor universitário substituto na contemporaneidade: explorando a realidade de uma universidade pública. Educação & Formação, 5(13 jan/abr), 215-234. https://doi.org/10.25053/redufor.v5i13.1002

Soares, Maria Susana Arrosa (2002). O acesso à educação superior e sua cobertura demográfica. In Maria Susana Arrosa Soares (coord.). A Educação Superior no Brasil. Porto Alegre/rs.

Zuin, Aparecida Luzia Alzira e Bastos, Eliane (2019). A justiça social por meio das cotas na Universidade Federal de Rondônia. Educação & Formação, 4(12 set/dez), 104-123. https://doi.org/10.25053/redufor.v4i12.945