Contenido principal del artículo

Evangelina Bonifácio
Centro de Estudos para o Desenvolvimento Humano (CEDH) Instituto Politécnico de Bragança/ESE
Brasil
Biografía
Isabel Baptista
Centro de Estudos para o Desenvolvimento Humano (CEDH) Universidade Católica Portuguesa/FEP
Brasil
Biografía
Vol. 26 (2020): Escuelas diferentes, Estudios, Páginas 217-224
DOI: https://doi.org/10.14201/aula202026217224

Resumen

Este texto apresenta os resultados de parte de um estudo realizado junto de um grupo de educadores sociais portugueses visando compreender de que forma estes técnicos da ação socioeducativa lidam com as questões éticas emergentes do seu quotidiano profissional. Para o efeito, recorreu-se a uma estratégia de investigação assente na recolha de narrativas produzidas pelos próprios atores, em alinhamento com uma conceção de ética prática de teor eminentemente dialógico e relacional. Tal como será sublinhado, os resultados recolhidos e analisados evidenciam necessidades específicas de formação ético-deontológica, com ênfase para as aptidões de deliberação em contexto.

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.

Detalles del artículo

Citas

Associação Portuguesa de Técnicos Superiores de Educação Social (aptses). (2016). Código Deontológico do Técnico Superior de Educação Social. Obtido em http://www.aptses.pt/static/CODIGODEONTOLOGICO.pdf.

Banks, S. (2008). Utilização de diários como encorajamento à reflexão ética durante o estágio. In S. Banks e K. Norh, Ética prática para as profissões do trabalho social (pp. 59-70). Porto: Porto Editora.

Banks, S. e Nohr, K. (2008). Ética prática para as profissões do trabalho social. Porto: Porto Editora.

Baptista, I. (2005). Dar rosto ao futuro. Educação como compromisso ético. Porto: Profedições.

Baptista, I. (2006). Problemas, dilemas e desafios éticos na intervenção sócio-educativa. In Actas do Encontro de Intervenção Social: saberes e contextos. Porto: Escola Superior de Educação de Paula Frasinetti.

Baptista, I. (2008). Pedagogia Social: uma ciência, um saber profissional, uma filosofia de acção. Cadernos de Pedagogia Social, 2, 7-30.

Baptista, I. (2012). Ética e educação social. Pedagogía Social. Revista Interuniversitaria, 19, 37-49. https://doi.org/10.7179/PSRI_2012.19.03

Bardin, L. (2015). Análise de conteúdo (5.ª ed.). Lisboa: Edições 70.

Baptista, I. (2017). Ética do rosto e profissionalidade docente. In A. F. Silva, L. R. Ferreira e R. T. Ens, Políticas de expansão universitária. Reflexões sobre a vida acadêmica (pp. 145-161). Brasil: Editora pucpresss. Pontifícia Universidade Católica do Paraná.

Baptista, I. (2016). Para uma fundamentação antropológica e ética da educação: a escola como lugar de hospitalidade. educa. International Catholic Journal of Education, 2, 203-212.

Campbell, E. (2011). Teacher Education as Missed Opportunity in the Professional Preparation of Ethical Practitionners. In L. Bondi, D. Carr, C. Clark e C. Clegg (orgs.), Towards Professional (pp. 81-89). Surrey: Ashgate Publishing Limited.

Camões, A. (2018). Formação Contínua e Ethos Profissional. O Caso dos Educadores Sociais em Portugal. Tese de Doutoramento. Porto: fep/Universidade Católica.

Carvalho, A. e Baptista, I. (2003). A pedagogia social na revalorização do estatuto antropológico do sujeito. Pedagogía Social. Revista Interuniversitaria, 10, 181-192.

Carvalho, A. e Baptista, I. (2004). Educação social. fundamentos e estratégias. Porto: Porto Editora.

Díaz, M. C. e Carreras, J. S. (2012). Por uma ética situacional. Pedagogía Social. Revista Interuniversitaria, 19, 13-33. https://doi.org/10.7179/PSRI_2012.19.02

Levinas, E. (1998). Totalidade e infinito. Lisboa: Edições 70.

Nóvoa, A. (1995). Vidas de professores (2.ª ed.). Porto: Porto Editora.

Pineau, G. e Le Grand, J. L. (2002). Les histoires de vie (3.ª ed.). Paris: Presses Universitaires de France. https://doi.org/10.3917/eres.barus.2002.01.0360

Schön, D. (1995). Formar professores como profissionais reflexivos. In A. Nóvoa, Os professores e a sua formação (pp. 77-91). Lisboa: Publicações D. Quixote.

Schön, D. (2000). Educando o profissional reflexivo. Porto Alegre: Artemed.

Vargas, L. P. (2012). Deontología y código deontológico del educador social. Pedagogía Social. Revista Interuniversitaria, 19, 65-79. https://doi.org/10.7179/PSRI_2012.19.05