Contenido principal del artículo

Letícia Carneiro Aguiar
Universidade Federal de Santa Catarina
Brasil
Biografía
Vol. 36 (2017): Espacios y tiempos de modernización educativa en iberoamérica, Monografía, Páginas 143-168
DOI: https://doi.org/10.14201/hedu201736143168

Resumen

Este artículo presenta una reflexión sobre la política educativa catarinense de la década de 1960. En este momento, en el bulto de la ideación desenvolvimentista, el Estado comienza a ser el verdadero conductor político del proceso de consolidación e integración del capital industrial. Las preguntas educativas pasan a ser consideradas desde una perspectiva global y economista, insertadas que habían estado en un proyecto de sociedad dirigida a la modernización económica estatal.

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.

Detalles del artículo

Citas

ABREU, A.: Universidade e desenvolvimento, Florianópolis, 1965.

AGUIAR, L. C.: «Um legado do século XX para a política educacional do século XXI: a Teoria do Capital Humano», Revista Histedbr, v. 10, n.º 40 (2010), pp. 126-144.

AMORIM, M. das D. D. de: Plano Estadual de Educação; concretização das orientações políticas da educação, 1984. 138 f. Dissertação (Mestrado em Sociologia), Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 1984.

AURAS, G. M. T.: «Política de modernização econômica e formação do professor das séries iniciais em Santa Catarina»,. Perspectiva, n.º 23 (1995), pp. 11-25.

AURAS, M.: Poder oligárquico catarinense: da guerra aos «fanáticos» do contestado à «opção pelos pequenos», 1991. 416 f. Tese (Doutorado em Educação), Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 1991.

BRASIL. ministério dA educAção e culturA. instituto nAcionAl de estudos e PesquisAs educAcionAis. ineP: Assistência Técnica aos Estados no campo da educação. ceoses, Brasília, Ministério da Educação, 1967.

CUNHA, L. A.: Educação e desenvolvimento social no Brasil, Rio de Janeiro, Francisco Alves, 1980.

CRUZ, M. V.: Brasil nacional-desenvolvimentista (1946-1964). Disponível em: http://www.histe-dbr.fae.unicamp.br/navegando/artigos_titulos.html.

DUTRA, A. H. et al.: «O avanço progressivo: uma proposta pedagógica de avaliação do rendimento escolar distintiva da reorganização do ensino em Santa Catarina», Cadernos do CED, n.º ½ (1984), pp. 15-37.

FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DE SANTA CATARINA: Documento Básico do Seminário Sócio-Econômico, Florianópolis, 1960.

FRIGOTTO, G.: Educação e a crise do capitalismo real, São Paulo, Cortez, 1996.

GOULARTI FILHO, A.: Formação econômica de Santa Catarina, Florianópolis, Cidade Futura, 2002.

LOBO NETO, F. J. da S.: «Ditadura e sociedade: intervenções pedagógicas, resistência e conciliação», in MAGALDI, A. M.; ALVES, C. E GONDRA, J. (orgs.): Educação no Brasil: história, cultura e política, Bragança Paulista, Edusf, 2003, pp. 543-559.

MARX, K.: Contribuição à crítica da economia política, São Paulo, Martins Fontes, 1983.

MELO, O. F. de: Diretrizes para a educação em Santa Catarina, Florianópolis, 1967.

MELO, O. F. de e mAes, I.: A escolarização de nível primário em Santa Catarina (considerações sobre um planejamento), Florianópolis, Gabinete do Planejamento/PLAMEG, n.º 4, 1963.

MICHELS, I. L.: Crítica ao modelo catarinense de desenvolvimento; do planejamento económico –1956 aos precatórios– 1997, Campo Grande, Editora da UFMS, 1998.

OLIVEIRA, D. A. de: Educação básica: gestão do trabalho e da pobreza, Petrópolis, Vozes, 2000.

RAMOS, C.: A Escolarização de Nível Primário em Santa Catarina (considerações sobre um planejamento) plameg, Gabinete de Planejamento, 1961, p. 10.

ROMANELLI, O. de O.: História da educação no Brasil (1930-1975), 20.ª ed., Petrópolis, Vozes, 2002.

SANTA CATARINA: 5.ª Mensagem Anual apresentada à Assembleia Legislativa, Governador Celso Ramos: 1961/1966, Florianópolis, 1965, p. 13.

SANTA CATARINA: Sobre as condições do processo educacional de Santa Catarina, Florianópolis Udesc, 1967.

SANTA CATARINA: Programa de Governo do Estado de Santa Catarina. Educação, Florianópolis, v. 2, n. 5, 1969.

SANTA CATARINA: Plano Estadual de Educação 1969-1980, Florianópolis, 1969.

SANTA CATARINA, fAculdAde de educAção. centro de estudos e PesquisAs educAcionAis: Subsídios ao Plano Quinquenal de Educação do Estado de Santa Catarina 1966-1970, Florianópolis, 1966.

SAVIANI, D.: Educação: do senso comum à consciência filosófica, 17.ª ed., Campinas, Autores Associados, 2007.

SAVIANI, D. et al.: O legado educacional do século XX no Brasil, Campinas, Autores Associados, 2004.

SCHMITIZ, S.: Planejamento Estadual. A experiência catarinense do plano de metas do governo. plameg 1961-1965, Florianópolis, Editora da Ufsc, Fesc/Udesc, 1985.

SCHNEIDER, J.: A democratização do acesso ao ensino secundário pela expansão do ciclo ginasial normal em Santa Catarina (1946-1969), Dissertação (Mestrado em Educação), Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2008.

SCHULTZ, T. W.: O valor econômico da educação, Rio de Janeiro, Zahar, 1962.

SILVA, M. C. F. C. et al.: A política educacional do Estado de Santa Catarina e seus reflexos sobre a situação das escolas de 1.º e 2.º graus (Período 1969-1988), Relatório de Pesquisa, Florianópolis, UFSC, 1988.

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC: Idealização e construção da história: Udesc 1965-1990, Florianópolis, Udesc, 1990.

VEDANA, L. M. F.: «A educação em Santa Catarina nos anos 60», Perspectiva, v. 5, n.º 5 (1997), pp. 39-46.