Contenido principal del artículo

Zélia Granja Porto
Universidade Federal de Pernambuco
Brasil
Biografía
Vol. 33 (2014): La construcción histórica de la formación profesional. Una mirada internacional, Monografía, Páginas 149-163
Aceptado: mar 18, 2015

Resumen

El artículo que ofrecemos presenta temáticas políticas y prácticas de la formación de profesores en Brasil. Hace hincapié en el abordaje académico y social tomando como referencia la Constitución brasileña de 1988 y la Ley de Directrices y Bases de 1996. Ambas apostaron por principios educativos como la democratización de la educación, la universalización de la educación primaria, la calidad de la enseñanza, la gestión de los centros educativos y la mejora de la profesión docente. Además, el trabajo ofrece tanto los procesos como el marco regulatorio de la formación de profesores en Brasil en las últimas décadas, para terminar con el abordaje de la profesionalización de la educación.

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.

Detalles del artículo

Citas

ASSOCIAÇÃO NACIONAL PELA FORMAÇÃO DOS PROFISSIONAIS EM EDUCAÇÃO (Anfope): Documento Final, VI Encontro Nacional. Belo Horizonte – MG: Jul. 1992.

BATISTA NETO, José e FREIRE, Eleta: Questões sobre a formação de professores: Profissionalização, formação e feminização/femilização, 2013 (mimeo).

BERNSTEIN, Basil: «Classes e pedagogia: visível e invisível». Cadernos de Pesquisa, São Paulo, n. 49 (1984), pp. 26-42.

BOBBIO, Norberto: A era dos direitos, Tradução: Carlos Nelson Coutinho, Rio de Janeiro, Campus, 1992.

BRASIL: Ministério de Educação. Lei de Diretrizes e Bases da Educação, Brasília, 1996.

BRASIL: Conselho Nacional de Educação. Parecer CNE/CP 009. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação de Professores da Educação Básica em Nível Superior. Brasília, 2001.

BRASIL: Conselho Nacional de Educação. Parecer CNE/92. Diretrizes Curriculares para o Curso de Pedagogia, dezembro, 2005.

BRASIL: Ministério de Educação. Parâmetros Curriculares Nacionais. Brasília, 2005.

BRZEZINSK, Iria: «Embates na definição das políticas de formação de professores para a atuação multidisciplinar nos anos iniciais do Ensino Fundamental: respeito à cidadania ou disputa pelo poder?», Educação & Sociedade (Impresso), Campinas, v. 20, n. especial (1999), pp. 80-108.

DRAIBE, Sonia: Rumos e metamorfoses. Estado e industrialização no Brasil – 1930-1980, São Paulo: Paz e Terra, 1985.

FAIRCLOUGH, Norbert: Discurso e mudança social, Brasília, Editora Universidade de Brasília, 2001.

FREITAS, Helena: «Verbos transitivos para uma política pública. Formar, valorizar, profissionalizar», Revista Retratos da escola, v. 2, n. 2-3 (jan. dec. 2008), pp. 15 a 27.

FREITAS, Luiz C.: Crítica da organização do trabalho pedagógico e da didática, Campinas, Papirus, 1995.

GATTI, Bernadete: «Formação de professores e profissionalização na Rppep entre 1998 e 2011», Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, Brasília, O Instituto.

MAINGUENEAU, Dominique: Novas tendências em análise do discurso, Tradução: Freda Indursky, 3. ed., Campinas, SP, Pontes: Universidade Estadual de Campinas, 1997.

NÓVOA, Antônio: «Os professores e o “novo” espaço público da educação», in TARDIF, M. e LESSARD, C.: Ofício de professor: história, perspectivas e desafios internacionais, Petrópolis: Vozes.

OLIVEIRA, Dalila Andrade: O trabalho docente Na América Latina: identidade e proficiente.

OLIVEIRA, Maria das Graças (Org.): Continuidades e descontinuidades das políticas de educação básica: o caso de Pernambuco, Recife, Ed. Universitária da UFPE, 2006.

PORTO, Zélia: Participação Social e políticas de educação infantil no Brasil. Lugares de produção e circulação de discursos, Recife, Edições Bagaço, 2008.

RISTOFF, Dilvo: «A tríplice crise da formação de professores, Grupo Estratégico de Análise da Educação Superior no Brasil/FLACSO», Opinião, Rio de Janeiro, n.º 4 (setembro, 2012), pp. 1-2.

RUIZ, Antonio Ibañez: Formação continuada e em áreas específicas. A proposta do sistema nacional público, v. 2, n. 2-3, pp. 149-160, jan./dez.

SAVIANI, Dermeval: «Tendências e correntes da educação brasileira», in MENDES, D. Trigueiro (Org.): Filosofia da educação brasileira, Rio de Janeiro, Civilização Brasileira, 1997.

SAVIANI, Dermeval: «Formação de professores: aspectos históricos e teóricos do problema no contexto brasileiro», Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, vol. 14, n.º 40 (jan./abr. 2009), pp. 143-155.

TARDIF, Maurice: A profissionalização do ensino passados trinta anos: dois passos para frente, três passos para trás, Educação & Sociedade (Impresso), Campinas, v. 34, 2013, pp. 551-571.

WEBER, Silke: O Professorado e papel da Educação na Sociedade, Campinas, Papirus, 1996.

WEBER, Silke: Discurso e profissionalização docente no Brasil. Anais, Simpósio Internacional Métodos Qualitativos nas Ciências Sociais e na Prática Social, 13 a 15 de novembro.