Contenido principal del artículo

Jingxian Yu
Universidad de Santiago de Compostela
España
Vol. 9 (2019), Notas, Páginas 263-272
DOI: https://doi.org/10.14201/161620199263272
Cómo citar

Resumen

La literatura china ocupa una parte muy pequeña de las traducciones publicadas en España; además, a lo largo del flujo de la difusión de literatura china se destaca el fenómeno de traducción indirecta del chino al español a partir de versiones, principalmente en inglés. Sin embargo, con la concesión del Premio Nobel de Literatura en 2012 al escritor chino Mo Yan, se traducen directamente más obras de él y otros escritores chinos. Este trabajo se centra en presentar el fenómeno de traducción indirecta y directa del chino tomando como ejemplos La vida y la muerte me están desgastando y El suplicio del aroma de sándalo de Mo Yan. También se mostrará el cambio de fuente de traducción en términos de traductores al español y la editorial con la responsabilidad principal en la traducción de obras de Mo Yan al español.

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.

Detalles del artículo

Citas

Aguiar, K. F & Rocha, M. L. (2007). Micropolítica e o exercício da pesquisa-intervenção: referenciais e dispositivos em a análise. Psicologia: ciência e profissão, 27(4), 648-663. https://doi.org/10.1590/S1414-98932007000400007

Bairrão, J. F. M. H. (1999). Santa Bárbara e o divã. Boletim Formação em Psicanálise, 8(1), 25-38.

Bairrão, J. F. M. H. (2004). Sublimidade do mal e sublimação da crueldade: criança, sagrado e rua. Psicologia: reflexão e crítica, 17(1), 61-73. https://doi.org/10.1590/S0102-79722004000100009

Bairrão, J. F. M. H. (2005). Escuta participante como procedimento de pesquisa do sagrado enunciante. Estudos de Psicologia (Natal), 10(3), 441-446. https://doi.org/10.1590/S1413-294X2005000300013

Bairrão, J. F. M. H. (2015). Etnografar com Psicanálise: Psicologias de um ponto de vista empírico. Cultures-Kairós: revue d'Anthropologie des pratiques corporelles et des Arts Vivants , 5, 11-97.

Belzen, J. A. (2010). Para uma psicologia cultural da religião: princípios, enfoques, aplicação (J. L. Cazarotto & E. Valle, Trads.). Aparecida, SP: Ideias & Letras.

Bernardes, J. S. (2012). História. In M. N. Strey (Org.). Psicologia Social Contemporânea (pp. 19-35). Petrópolis, RJ: Vozes.

Bogdan, R. & Biklen, S. (1991). Investigação qualitativa em educação: uma introdução à teoria e aos métodos . Porto, Portugal: Editora Porto.

Calligaris, C. (1991). Sedução totalitária. In L. T. Aragão et al . (Orgs.). Clínica do social: ensaios (pp. 1107-118). São Paulo: Escuta.

Fleig, M. (1993). Psicanálise e sintoma social . São Leopoldo: Editora Unisinos.

Flick, U. (2009). Desenho da pesquisa qualitativa (Coleção Pesquisa Qualitativa). Porto Alegre: Bookman.

Freud, S. (1974). Mal-estar na Civilização. (J. Salomão, Trad.). Edição Standard Brasileira das Obras Psicológicas Completas (Vol. XXI, pp. 73-150). Rio de Janeiro: Imago. (Originalmente publicado em 1930).

Freud, S. (1974). Moisés e o monoteísmo. (J. Salomão, Trad.). Edição Standard Brasileira das Obras Psicológicas Completas (Vol. XXI, pp. 19-150). Rio de Janeiro: Imago. (Originalmente publicado em 1939).

Freud, S. (1974). O futuro de uma ilusão. (J. Salomão, Trad.). Edição Standard Brasileira das Obras Psicológicas Completas (Vol. XXI, pp. 15-44). Rio de Janeiro: Imago. (Originalmente publicado em 1927).

Freud, S. (1974). Psicologia das Massas e Análise do Eu e Outros Textos. Edição Standard Brasileira das Obras Psicológicas Completas (J. Salomão, Trad., 1ª ed. 1921, Vol. XVIII, pp. 91-179). Rio de Janeiro: Imago.

Freud, S. (1974). Totem e tabu. Edição Standard Brasileira das Obras Psicológicas Completas (J. Salomão, Trad., 1ª ed. 1913, Vol. XIII, pp. 13-168). Rio de Janeiro: Imago.

Freud, S. (1996). A dinâmica da transferência. Edição Standard Brasileira das Obras Psicológicas Completas (J. Salomão, Trad., 1ª ed. 1912, Vol. XII). Rio de Janeiro: Imago.

Gibbs, G. (2009). Análise de dados qualitativos. Porto Alegre: Bookman.

Lacan, J. (1998). Escritos. Rio de Janeiro: Jorge Zahar. (Original publicado em 1966).

Lane, S. T. M. (2000). Os fundamentos teóricos. In S. T. M. Lane & Y. Araújo (eds.), Arqueologia das emoções (pp. 13-33). Petrópolis, RJ: Vozes.

Macedo, A. C. & Bairrão, J. F. M. H. (2011). Estrela que vem do Norte: Os baianos na umbanda de São Paulo. Paidéia (Ribeirão Preto), 21(49), 207-216. https://doi.org/10.1590/S0103-863X2011000200008

Malighetti, R. (2007). O quilombo de Frechal: identidade e trabalho de campo em uma comunidade brasileira de remanescentes de escravos. (S. M. Duarte, Trad.). Brasília: Senado Federal/Conselho Editorial.

Marques, C. E. & Gomes, L. (2013). A Constituição de 1988 e a ressignificação dos quilombos contemporâneos: limites e potencialidades. Revista Brasileira de Ciências Sociais, 28 (81), 137-255. https://doi.org/10.1590/S0102-69092013000100009

Neri, A. L. (1991). Envelhecer num pais de jovens. Significados de velho e velhice segundo brasileiros não idosos (Vol. 1). Campinas, SP: Ed. UNICAMP.

Rabelo, D. F. & Neri, A. L. (2015). Arranjos domiciliares, condições de saúde física e psicológica dos idosos e sua satisfação com as relações familiares. Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia, 18, 507-519. https://doi.org/10.1590/1809-9823.2015.14120

Sawaia, B. B. (2012). As artimanhas da exclusão. Petrópolis, RJ: Vozes.

Scisleski, A. C. C.; Gonçalves, H. S. & Da Cruz, L. R. (2015). As práticas da Psicologia nas políticas públicas de assistência social, segurança pública e juventude. Revista de Ciências Humanas (Florianópolis), 49(2), 60-74. https://doi.org/10.5007/2178-4582.2015v49n2p60

Souza, O. Fantasia de Brasil: as identificações na busca da identidade nacional. São Paulo: Escuta, 1994.

Yin, R. K. (2001). Estudo de caso: Planejamento e métodos (D. Grassi, Trad., 2ª ed.). Porto Alegre: Bookman.